quarta-feira, 3 de novembro de 2010

A teoria moderna da evolução

A teoria moderna da evolução

A evolução dos seres vivos, ainda hoje, é um tema bastante polêmico e controverso.
Segundo a maioria dos estudiosos desse assunto, as primeiras idéias tratando da origem da vida e das transformações que ocorrem nos seres vivos surgiram na Grécia antiga entre os filósofos.
A mais antiga teoria grega acerca da transformação dos seres vivos foi feita pelo filósofo Anaximandro de Mileto, ele propôs que as espécies dão origem umas às outras. E, segundo tal proposta, a vida como um todo teria surgido em ambiente aquático. Na água surgiram todos os animais, inclusive o homem. Os primeiros seres seriam adaptados ao ambiente aquático e através de transformações rápidas e duradouras, causadas por fatores diversos, nasceriam novas formas de vida.

O filósofo grego Empédocles de Agrigento afirmava que todos os objetos são compostos por quatro elementos básicos: terra, ar, fogo e água. Assim as diferentes coisas que existem seriam os processos naturais gerados pela aproximação e à separação desses quatro elementos.
Empédocles formulou uma primitiva teoria da evolução, a qual dizia que as partes dos seres vivos apareceriam espontaneamente do meio vivo e se uniriam ao acaso com outras partes, formando assim seres complexos bastante diferentes dos originais. Alguns desses seres seriam oriundos de combinações inadequadas e faltariam ou sobrariam partes, enquanto outros teriam combinações harmoniosas das partes. Nessa teoria, ele afirmava que somente as combinações harmônicas subsistiriam, pois estariam aptas a executar todas as funções orgânicas básicas, enquanto os seres monstruosos e desarmônicos se extinguiriam.

Tal observação mostrava que cada continente apresenta uma história evolutiva diferenciada, ou seja, cada população animal ou vegetal, por estar isolada uma da outra, acabou trilhando um caminho único, dando origem à espécies singulares.
Com contribuições de Lamarck, Wallace e diversos outros pesquisadores, o britânico Charles Robert Darwin criou as bases da “moderna teoria da evolução”, ao apresentar o conceito de que todas as formas de vida se desenvolveram em um lento processo de “seleção natural”. Seu trabalho teve uma influência decisiva sobre as diferentes disciplinas científicas e sobre o pensamento moderno em geral. A teoria completa de Darwin foi publicada em 1859, com o título “A origem das espécies por meio da seleção natural”.
Atualmente, os cientistas discutem apenas alguns pormenores dessa teoria em busca de aprimorá-la ainda mais.

Mas, vale lembrar que mesmo sabendo que há um enorme consenso entre os cientistas acerca do “neodarwinismo”, ainda assim grande parte das pessoas não aceita muitos de seus princípios e idéias.



Componentes: Suelen Santos ; Rosiane dos Santos; Maricleide Lopes; Bruna Stefany  -  3°A

Um comentário: